“Um livro de que gosto”…..Sapiens: história breve da humanidade

Sapiens: história breve da humanidade” do autor Yuval Noah Harari

Quando comecei a ler o Sapiens aborreci-me e estive quase a desistir. Resisti porque quem me tinha recomendado o livro era pes­soa de confiança. Fiz bem. Ao fim das pe­dre­gosas primeiras cinquenta páginas fez-se luz e não consegui parar até ao fim.
E quando acabei voltei atrás para reler al­guns capítulos. Ainda hoje lá volto, de vez em quando.
Há muito tempo que nenhum livro tinha me trazido tanto gozo intelectual como este. Muitas coisas da evolução da huma­nidade fi­caram esclarecidas na mi­nha ca­beça. As ex­plicações, numa escrita fluida e muito agra­dável, faziam todo o sentido. Eram convin­centes e não me exigiam grande formação ci­entí­fica.
Ainda que rigoroso e fundamentado, o Sapiens não é um ensaio académico nem uma enciclopédia. Apesar das tais 50 páginas iniciais, é uma história entusiasmante que não poucas vezes me fez vibrar com os flashes de clarividência que me provocava.
Fiquei fan do Prof. Yuval Noah Harari, e esperei ansioso pelos livros seguintes que foi publi­cando, “Homo Deus” e “12 lições para o século XXI”, que confesso não me entu­sias­maram tanto como o Sapiens. Passei a procurar ouvi-lo via You Tube ou Ted Talks e se um dia ele vier cá a Portugal conferenciar, estarei lá caído.
Já me esquecia de dizer-vos o que mais interessa: o livro começa no tempo em que éramos chimpanzés/Homo Sapiens primordiais (criados por Deus, para os crentes ou pelo acaso, para os não crentes) e discorre sobre evolução, religião, culturas, política, impérios, guerras, capitalismo, tecnologia, terminando com um vislumbre do futuro previsível. Leia porque vale bem a pena.

António Pita de Abreu

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

Scroll to Top